ideias

powered by

Por que a ECC Hub acredita no empreendedorismo

trent-szmolnik-_-oOf9Zn-qs-unsplash

Antes de qualquer coisa, precisamos deixar claro que na ECC Hub nós acreditamos, acima de tudo, que novos cenários são possíveis, independente do que a atualidade nos apresente. Profissionais que querem fazer acontecer as mudanças necessárias e que tiram suas ideias do papel, serão aqueles que terão os melhores resultados a longo prazo.

Hoje o Brasil nos apresenta o seguinte cenário: estamos em 66ª posição no Índice Global de Inovação. Em primeiro lugar encontra-se a Suíça. O Global Innovation Index utiliza 7 pilares como critérios de avaliação. Eles são os responsáveis por medir qual o grau de inovação em países do mundo inteiro.

Estas são as posições do Brasil em cada um dos critérios: 

Subimos e descemos em 6 dos 7 pilares, mantendo a Infraestrutura intocada em 64ª posição. Apesar de estarmos colocações razoáveis, em um ano (2018 para 2019), perdemos 2 posições no Índice Global.

Estes dados, somados ao número alarmante do desemprego no país (13 milhões de pessoas), acendem um alerta em nossa economia, porque aumentam os índices de empreendedorismo por necessidade.

Mas nós também acreditamos que toda ameaça pode ser convertida em oportunidade. O empreendedorismo permite que utilizemos o conhecimento para converter o empreendedorismo por necessidade em empreendedorismo por oportunidade.

Uma das principais recomendações de especialistas do GEM – Global Entrepreneurship Monitor, em 2017, era que existisse a inserção da educação empreendedora desde séries fundamentais da escola. Pois quanto mais cedo a mentalidade empreendedora for disseminada, maior serão as chances de termos jovens empreendedores no futuro.

Como o Brasil ocupa 56ª posição em Educação Empreendedora, adultos de 25-45 anos já estão para trás nessa recomendação, sendo os principais usuários dos conhecimentos em plano de negócios, estudo de mercado e outros aspectos essenciais para se ter êxito nos negócios.

A educação empreendedora é responsável por profissionalizar negócios ao redor de todo o mundo e, segundo 42,5% dos especialistas do GEM, ampliar os programas de ensino de empreendedorismo e criar programas diferenciados para trabalhar com comportamentos, técnicas e competências nos mais diferentes setores da economia será um fator de sucesso no desenvolvimento do empreendedorismo no Brasil.

Nós não cansamos de dizer que todos somos criativos, porque é nossa verdade absoluta. E, apesar de 54% dos líderes empresariais alegarem que o Brasil possui um baixo grau de inovação, 21% deles acredita que a criatividade do brasileiro facilita a inovação. E nós trabalhamos dentro da crença destes 21%.

Com os conhecimentos certos e com a Cultura da Criatividade inserida em nossa vida, nós somos capazes fazer com que novos cenários sejam possíveis, e é por isso que acreditamos que o empreendedorismo é a solução.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email