Nosso blog

Conteúdo

O Guia Definitivo para Desenvolver Habilidades, Lideranças e Pessoas

Guia definitivo para habilidades lideranças pessoas

Aprenda a importância de desenvolver não só o negócio em direção aos objetivos, mas também os ativos mais mutáveis das organizações: as pessoas. 


Imagine um mundo onde você sabe que pode contar 100% com cada pessoa dentro da sua organização para não só lhe entregar resultados, mas também para se autogerir de maneira eficiente e saudável. Sem perdas significativas de produtividade que afetam o desenvolvimento dos resultados da empresa rumo aos objetivos traçados na estratégia corporativa.

Que protagonismo esse, não é mesmo?

Alcançar esse nível de autoliderança é possível com desenvolvimento 360º do ativo humano da organização, ou seja: habilidades, lideranças e pessoas. O processo permite que os colaboradores se tornem mais ágeis, colaborativos e protagonistas.

Neste pequeno guia que montamos, você entenderá melhor a importância de desenvolver a tríade dentro da sua empresa. Vamos começar?

O que é a Tríade do Desenvolvimento

A Tríade do Desenvolvimento é a união de três aspectos humanos que devem ser desenvolvidos dentro das organizações para que elas se preparem para o mundo cada vez mais complexo e ágil que vivemos. Após termos desenvolvido inúmeros programas de treinamento e desenvolvimento, notamos que entender o funcionamento do mundo é importante, mas ter pessoas preparadas para enfrentá-lo é ainda mais.

Formada pelo desenvolvimento de habilidades (soft skills), lideranças e pessoas, a Tríade permite que toda e qualquer equipe de trabalho formada em uma organização esteja preparada para enfrentar os desafios propostos pelos avanços da sociedade contemporânea.

Além disso, desenvolver a Tríade dentro da empresa permite que as pessoas estejam também preparadas para implementar novas tecnologias em seus processos, lidar com diferentes gerações no ambiente de trabalho e compreender a importância das multidisciplinaridades nos processos de inovação, para citar alguns benefícios.

A importância da Tríade do Desenvolvimento para a empresa

Cada vez mais percebemos o quanto o mundo anda mudando rapidamente. Diariamente nos são apresentados desafios distintos que demandam soluções cada vez mais velozes. Home-office, transformação digital e saúde mental foram alguns dos termos mais falados pelos profissionais nos últimos meses, e eles simbolizam muito bem o espírito do tempo que estamos vivendo hoje.

Ninguém conseguiu prever que boa parte das tendências para o futuro do trabalho que estavam sendo mapeadas seriam postas à prova ao mesmo tempo. Nem os especialistas que estudavam tampouco as pessoas dentro de nossas empresas.

A rapidez com que elas tiveram de se adaptar foi cruel e devastadora, mas depois que as águas se acalmaram, pudemos ter uma visão geral do que era preciso ser feito. De pouco em pouco foi possível se orientar em meio a um novo momento para sociedade.

Em meio a tudo isso, pudemos observar casos de empresas que conseguiram se adaptar mais rapidamente ou que já estavam preparadas para lidar com as mudanças que estavam por vir, fosse em tecnologia ou cultura empresarial. A transformação digital foi importante nessa adaptação, mas pessoas preparadas para aceitar e lidar com as mudanças também.

Em uma empresa onde as pessoas estão conscientes de suas habilidades e preparadas para assumir responsabilidades e se autoliderar, o caminho para os resultados é mais curto, pois o protagonismo deixa de ser uma característica e passa a se tornar cultura.

Aqui estão mais alguns motivos da importância da Tríade:

  • Nenhum desafio é grande demais e nenhuma tecnologia/mudança cultural é impossível de ser implementada. em um ambiente onde pessoas possuem maior consciência sobre suas próprias habilidades e as lideranças um maior conhecimento de como lidar com o outro, a saúde global da organização aumenta.
  • Equipes possuem menores dificuldades em lidar com perfis diferentes, porque as pessoas que fazem parte do grupo de trabalho entendem como suas habilidades podem complementar as habilidades do outro, além de entenderem que o resultado só é obtido através da mentalidade protagonista.
  • A percepção positiva da empresa internamente se torna maior ao passo que os colaboradores entendem que eles fazem parte dos objetivos conquistados durante a jornada, aumentando os níveis gerais de pertencimento.
  • A empresa passa a oferecer uma base mais ampla para que estratégias mais ousadas de gestão possam se desenvolver, permitindo também a entrada de novos players e a alocação de recursos humanos de maneira eficiente e direcionada ao protagonismo.
  • As opções de programas de desenvolvimento, como o SQUAD – Protagonismo Ágil da ECC Hub, estão disponíveis e facilitam a implementação da mentalidade protagonista em equipes de trabalho e organizações diversas.

Em resumo: a Tríade de Desenvolvimento que propomos ajuda organizações a crescerem de maneira mais saudável e respeitando seu principal ativo: as pessoas.

Agora vamos dar uma olhada em como começar a desenvolver habilidades, lideranças e pessoas?

Desenvolvendo habilidades

Quando falamos em habilidades, precisamos entender que existem diversos tipos delas e que as mesmas podem ser divididas em hard skills e soft skills. As ditas hard skill, ou conhecimentos técnicos, são todas aquelas que podem ser ensinadas e mensuradas, como escrita, leitura, matemática ou espacial. Por outro lado, as soft skills, ou habilidades pessoais, são todos os traços que tornam o indivíduo mais consciente, como comunicação, escuta ativa e relacionamento interpessoal.

As soft skills nos permitem gerir nossas emoções, atingir metas pré-estabelecidas com facilidade e solucionar problemas de maneira eficiente, levando em consideração todos os ativos disponíveis para tal. Elas são elementos importantíssimos na tomada de decisão consciente do líder e do profissional contemporâneo, sendo cada vez mais procuradas em pessoas de todos os setores.

Separamos algumas soft skills importantes para lidar com um mundo altamente volátil, incerto, complexo e ambíguo como o que vivemos:

  • Criatividade
  • Liderança
  • Comunicação
  • Resiliência
  • Inteligência Emocional
  • Proatividade
  • Adaptabilidade
  • Colaboração
  • Gestão do tempo
  • Protagonismo
  • Resolução de problemas complexos
  • Visão estratégica

O desenvolvimento das habilidades acima é um passo importante para o profissional que deseja alcançar maiores resultados e, não só para o RH ou Business Partner, mas para a organização em si, que possui desafios e objetivos específicos a serem alcançados.

Pessoas que conseguem reconhecer em si essas habilidades e ativá-las quando necessário possuem maiores chances de se adaptar a novos cenários e mudanças bruscas de direção, realidade essa cada vez mais presente em todas as empresas. Em um cenário complexo e incerto, pessoas se tornam competitivas ao se manterem em estado de aprendizado contínuo, buscando sempre novas perspectivas acerca do conhecimento, não se mantendo presas ao aprendizado acadêmico.

Para começar a desenvolver essas habilidades, é possível seguir por dois caminhos: o autodesenvolvimento e o desenvolvimento coletivo de equipes. Cada uma das maneiras possui suas próprias características distintas e fatores pré-determinantes para seu sucesso. O autodesenvolvimento, por exemplo, começa a partir do autoconhecimento e proatividade para poder alcançar a disciplina necessária para alcançar os objetivos definidos.

Já para o desenvolvimento coletivo de equipes, é necessário que a empresa já possua uma cultura de cocriação ou que esteja buscando alcançar um novo momento em sua cultura, pois as mudanças que o desenvolvimento coletivo de equipes causam em uma organização não são simbólicos ou sutis, mas sim, potentes e transformadores. Empresas que decidem desenvolver suas pessoas e que não possuem a mínima preparação de sua cultura acabam não conseguindo alcançar resultados significativos.

Algumas dicas de como saber se a cultura necessária para o desenvolvimento de habilidades nas pessoas já está preparada na sua empresa:

  • Pessoas estão no centro
  • O aprendizado é estimulado de todas as formas;
  • A colaboração é uma prática 
  • Existe valorização da diversidade e inclusão através de ações práticas
  • Comunicação é clara e transparente
  • As ideias e opiniões são consideradas

Agora que você já entendeu a importância de começar a desenvolver habilidades na sua organização, vamos para o desenvolvimento de lideranças.

Desenvolvendo Lideranças

Antes de mais nada, precisamos alinhar o entendimento a respeito de liderança. A liderança diz respeito àquilo que você realiza, não da posição de ocupa. Portanto, tem a ver com a atitude de liderar, de fazer acontecer. Liderança, ao contrário do que muitos acreditam, não é somente uma função ou cargo, é um fenômeno social e uma influência pessoal.

Liderança vem de dentro, do desejo de fazer algo acontecer da melhor maneira possível.

Como dissemos, não é preciso um cargo ou posição para liderar, mas sim é preciso ter vontade e atitude. Aliás, a hierarquia tradicional que conhecíamos vem perdendo aderência, não sendo mais aceitável a narrativa de “chefes” neste novo modelo de mundo que vivemos.

“A liderança está à nossa volta. Vem sob todas as formas e tamanhos e aplica-se a cada um de nós” – James M. Kouzes e Barry Z. Possner

É importante frisar: apesar de lideranças não serem propriamente relacionadas a um cargo, o líder não nasce pronto, mas sim, é formado. Mesmo naquelas pessoas em que as características de liderança aparecem ainda na infância, um contexto prévio existiu para que aquela pessoa demonstrasse aquelas atitudes. Qualquer pessoa pode se tornar um líder, basta ter a curiosidade para aprender e a vontade de desenvolver.

Além disso, as lideranças podem surgir a partir do autodesenvolvimento, ao passo que a autoliderança é uma das principais características para a pessoa que deseja desenvolver sua mentalidade protagonista. A autoliderança, uma das inúmeras formas de liderar, diz respeito a onde o indivíduo pretende chegar e como ele desenvolve e transforma suas metas e objetivos em resultados.

Dentro das organizações e das equipes, os líderes possuem papéis fundamentais. São eles que garantem a execução das estratégias traçadas, portanto, investir no desenvolvimento das lideranças é um dos principais diferenciais competitivos que empresas podem ter daqui para a frente. A liderança é a conexão com as pessoas, são pessoas que transformam e geram resultados.

Dentre as inúmeras atitudes de um líder, salientamos sempre cinco, que acreditamos serem essenciais para que o líder não seja somente uma figura de importância dentro das organizações, mas uma figura de inspiração para pessoas:

  1. Sempre comunicar com honestidade e empatia
  2. Saber fazer as perguntas certas
  3. Saber aproveitar e mesclar os talentos da equipe na busca por resultados
  4. Enfrentar e resolver desafios de maneira ágil
  5. Ser criativo, resiliente, inspirador e positivo para a equipe

Cada uma das 5 atitudes possui importância ímpar e, assim como as habilidades, faladas anteriormente, podem ser treinadas e desenvolvidas no dia-a-dia do líder, em cada pequena oportunidade que surja em seu caminho.

Larry Bossidy e Ram Charan, no livro “Execução”, disseram que serão várias as características que diferenciarão líderes que conseguirão progredir daqueles que ficarão estagnados. Estes líderes terão profundo conhecimento do mundo que os cerca e suas mudanças constantes, não podendo nunca deixar de aprender.

Estes líderes, ao contrário das figuras hierárquicas, serão extremamente flexíveis e rápidos em se adaptarem à mudanças. O mais importante, porém, será a forma com que exercerão sua liderança: com postura positiva e inspiradora.

As previsões de 2004 dos autores se mostram cada vez mais atuais em um mundo orientado à pessoas.

Desenvolvendo Pessoas

Se você percebeu, até agora tudo o que falamos pode ser resumido em desenvolvimento de comportamentos protagonistas, ou seja: todos aqueles comportamentos que fazem as pessoas se tornarem ferramentas de mudança, seja delas mesmas ou onde quer que estejam.

Porém, ao contrário de desenvolver habilidades e lideranças, desenvolver pessoas é um trabalho que exige muito mais atenção das organizações. Se até então utilizamos o autoconhecimento para desenvolver os outros dois, para desenvolver pessoas é necessário utilizar uma palavra que gostamos muito aqui na ECC Hub: contexto.

Contexto e comportamento são duas coisas que andam juntas quando falamos de desenvolvimento. Comportamentos são indispensáveis para a criação de novos contextos e novos contextos são chave de mudança para novos comportamentos. Eles andam lado a lado.

Portanto, já sabemos que, ao desejarmos desenvolver pessoas, precisamos desenvolver o meio onde elas estão inseridas, preparando-as para diferentes conceitos de cultura como a da diversidade, da inclusão, da inovação e da criatividade para citar alguns.

Cada uma das culturas organizacionais precisa de um meio disposto à recebê-las, antes de mais nada. Para isso, é importante certificar-se de alguns pontos:

  • Os valores da empresa não são só condizentes com a cultura que se busca, mas são aplicados à risca no dia-a-dia da organização
  • A cultura organizacional permite a existência da cultura que se busca
  • O RH possui conhecimento e habilidades para auxiliar nas mudanças necessárias
  • As lideranças estão capacitadas e possuem o conhecimento necessário para a implantação da nova cultura
  • O ambiente é propício para o desenvolvimento e gerenciamento de habilidades individuais das pessoas
  • Existem indicadores chave que provarão que a cultura foi implementada com sucesso

A cultura organizacional permite existir uma maior atração e retenção de talentos, tornando o ambiente propício para que pessoas possam se desenvolver e desenvolver a empresa, além de proporcionar o aumento da produtividade da organização como um todo. Uma cultura organizacional que valoriza as pessoas, dita não só a capacidade de superar desafios, mas também a capacidade da empresa em se adaptar às complexidades do agora.

Empresas que valorizam o desenvolvimento das pessoas possuem uma orientação à elas. O que isso significa? Que as decisões das lideranças levam sempre em consideração o efeito que os resultados terão sobre as pessoas que fazem parte de todo o ecossistema. O equilíbrio entre ser uma empresa orientada a resultados e orientada à pessoas é fundamental não só para alcançar objetivos, mas para o desenvolvimento de uma cultura organizacional única.

Assim como a natureza, as empresas também estão em constante equilíbrio e evolução, seja em seus processos, sua cultura organizacional, suas lideranças ou suas pessoas. A evolução das organizações precisa ser cada vez mais ágil, e os acontecimentos recentes mostram isso na prática. Empresas são organismos vivos, biomas naturais completos que precisam possuir diversos elementos distintos para alcançar seus objetivos.

Desenvolva melhor com a ECC Hub

A Tríade do Desenvolvimento não precisa ser uma complicação para sua empresa. Trabalhando com as dicas que lhe mostramos neste pequeno guia, você identificará constantemente pontos de melhoria que podem ser traçados nas suas estratégias de desenvolvimento, reduzindo quaisquer atritos que possam aparecer no caminho para o crescimento da sua cultura organizacional.

Como dica final, te convidamos a conhecer um pouco mais do SQUAD, nosso programa de desenvolvimento de lideranças focado na transformação de pessoas em protagonistas ágeis.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.